Minha experiência com unhas de acrigel

31 janeiro 2018


Oiiii gente! Eu sempre tive um amor muito grande por unhas grandes, infelizmente as minhas nunca cresceram muito, e eu sei que grande parte da culpa é minha por roer tanto as unhas - eu preciso aprender a me controlar. Em dezembro aproveitado a onda das festas de ano resolvi me dar o luxo de aderir as famosas unhas de acrigel e foi também uma oportunidade para dar uma nova chance a esse método, já que a primeira vez que fiz fiquei muito decepcionada: o acabamento não foi nada bom e em menos de 2 dias as unhas começaram a quebrar. Dessa vez fiquei 15 dias com as unhas e tenho algumas observações para fazer, boas ou não, vamos lá?



1. O acabamento é sensacional
Eu amei de verdade. A moça que escolhi dessa vez deixou minhas unhas lindas e bem naturais. Então eu indico a vocês que pesquisem muito antes de escolher alguém.

2. O esmalte durará uma vida
Nunca consegui deixar o esmalte na minha unha por muito tempo, sempre fica no máximo 4 dias e quando menos espero já estou tirando, com as unhas de gel só não ficava a semana toda porque eu ficava trocando a cada 4 dias (desculpa, eu não resisti hahaha).


3. As unhas de baixo vão poder crescer
Um dos principais motivos para eu ter colocado as unhas foi esse, eu queria muito que as minhas unhas naturais crescessem e também foi uma forma de tentar parar de roer as unhas (por um tempo deu certo). 

Mas afinal, por que eu não permaneci usando as unhas? 
Ao todo fiquei 15 dias com a unha, nesse período tive que fazer a manutenção porque algumas unhas começaram a soltar, passei a ficar muito agoniada por não conseguir nem calçar minhas sandálias direito, me incomodava digitar no computador, sentia que não estava lavando meu cabelo direito, e várias outras coisinhas. O que era algo que tinha aplicado para me deixar bem e me sentir mais bonita acabou se tornando um peso e estava me deixando muito mal.

Depois que uma unha quebrou e outra sofreu uma pequena infiltração eu acabei tirando tudo por conta própria em casa. Não é o mais recomendado a fazer e acabei não seguindo a orientação de ninguém. Durante alguns dias minhas unhas naturais ficaram doendo e um pouco vermelhas, acredito que pelo esforço de tirar o gel, mas consegui tirar todas sem prejudicar elas. 

Com isso tudo aprendi que nem sempre vale a pena se sacrificar tanto para ficar bonita, beleza de verdade não machuca ninguém! O amor que antes eu tanto tinha por unhas grandes passou e hoje unhas médias já me são suficientes. Eu que era a louca das unhas postiças não tenho mais vontade alguma de usar nada que contenha cola nas minhas unhas, só autoadesivas e olhe lá hahaha.

Você quer saber se eu indico alguém usar?
Eu acho que nesse momento essa escolha cabe somente a você, eu li muito de fazer, vi uns depoimentos negativos, mas eu não escultei ninguém. Acredito também que cada caso é um caso, vi algumas pessoas que usam a 6 anos e não largam por nada. A única indicação que faço é que escolha bem o profissional antes de fazer qualquer procedimento estético, a saúde das suas unhas é muito importante. 

E é isso gente, deixe aqui nos comentários as experiências de vocês!
Beijooos

Minhas próximas escolhas da Netfix

30 janeiro 2018


Oiiii gente! As férias são aquele período que não dá vontade (lê-se disposição) de fazer quase nada, nem sempre as condições financeiras nos permitem viajar, logo ficamos horas e horas jogados na frente da televisão ou deitados na cama observando o teto, praticamente estou descrevendo meus dias hahaha. Resolvi tomar vergonha na cara e colocar e assistir alguns filmes, séries e documentários que eu deixei acumular, são temas bem aleatórios, mas que eu sei que vão me agregar bons conhecimentos, listei aqui os quatro principais, espero que gostem!


1. La Casa de Papel
É a série mais comentada entre TODAS as pessoas que conheço e/ou sigo nas redes sociais. A série narra a história de 8 ladrões que se trancam como refréns na Casa da Moeda da Espanha. É uma série original da Netflix, contendo 13 episódios de em média 50 minutos. 


2. Abstract
Quem me indicou foi uma professora (a qual eu admiro muito) no meu primeiro semestre da faculdade. Se trata de uma série-documentário com 8 episódios mostrando um pouco sobre design e arte, em cada episódio são apresentados profissionais de renome, como por exemplo Tinker Hatfilder, designer do tênis da Nike.


3. Mr. Selfridge
A série conta a história de Harry Selfridge, um empresário visionário que abriu na Inglaterra uma loja de departamentos que levava o seu nome:  Mr. Selfridge. Apesar de não ser a primeira loja de departamentos Harry vem para quebrar tabus, como por exemplo a venda de perfumes e maquiagens  de forma natural bem como o uso de cores e variedades. Vi a indicação dessa série e um tempinho pela Gi Ferrarezzi e fiquei bem curiosa para assistir, acredito que será ma ótima aula de história sobre consumismo, revolução e publicidade!


4. Auschwitz: The Nazis and the Final Solution
Tem alguns fatos na história do mundo que me deixam realmente intrigada e eu sempre quero buscar saber mais e mais sobre eles, e por mais estranho que pareça nem sempre gostei de história, acho que eu realmente estava estudando errado (risos). Entre tantos acontecimentos um dos que mais chamam a minha atenção é o Nazismo, e por mais que eu já tenha estudado e lido muito sobre o assunto eu sempre me pergunto o que leva o ser humano a fazer tanta maldade. Na Netflix possui vários documentários sobre o assunto e o primeiro que escolhi para ver foi sobre Auschwitz um grande campo de concentração da época. Só não sei se irei mesmo conseguir assistir.

Se vocês tiverem mais sugestões, principalmente de filmes, é só deixar aqui nos comentários!
Beijooooos

Meu aniversário de 18 anos!

29 janeiro 2018


Oiii gente! Dia 21 foi meu aniversário e é claro que teve uma pequena comemoração por aqui, quando junta minha grande família e os amigos de infância e da vida acaba virando uma festa, eu amo casa cheia. Foi um momento muito importante pra mim, na verdade esse janeiro tem sido muito novo na minha vida. Foram tantas mudanças que vai muito além de ganhar a maioridade, sabe? :Eu não sei explicar. Para decoração escolhi de cores amarelo, branco, dourado e é claro que não podia faltar rosa, não faltou também flores e muito amor envolvido. Eu e minha mãe fizemos tudo em uma semana, encomendamos alguns doces e o resto foi tudo por conta da minha mãe, como eu sobreviveria sem essa mulher? O resultado do aniversário foi uma decoração bem colorida e mais a minha cara impossível, obrigada vida!















Deixo aqui os meus mais sinceros agradecimentos aos meus pais pelo apoio de sempre, aos meus amigos por me ajudarem principalmente na decoração, a Eloisa pela fotografia linda de sempre, ao Padre por ser uma pessoa tão importante no meu crescimento espiritual e pessoal e também a ada um que se fez presente nesse dia tão especial!

E é isso gente, espero que tenham gostado, beijoooos

O melhor fim de semana da minha vida: Acamps 2018

23 janeiro 2018


Oii gente! Eu comecei 2018 com uma sensação muito boa, de verdade, mas ainda sim eu sentia dentro de mim que precisava viver algo mais forte que viesse transformar toda minha vida, sabe? Parecia que eu tinha entrado em um longo período de férias. Tudo começou a mudar dia 10 de janeiro, quando eu viajei para participar do Acamp's, um evento realizado pelo Projeto Juventude Para Jesus da Comunidade Católica Shalom, com o objetivo de proporcionar entretenimento aos jovens durante as férias. Foram 5 dias ma-ra-vi-lho-sos onde eu pude aproveitar um pouquinho da companhia dos meus amigos e também ter experiências muito legais com Jesus.


Eu nunca vou conseguir descrever o que vivi naquele lugar, eu vi jovens e neles o amor de Deus. Conheci novas pessoas, conheci novas histórias, conheci a mim mesma. Eu posso dizer que foi o melhor fim de semana da minha vida. Ao longo desses dias descobri que todo o vazio que sentia dentro do meu coração só seria preenchido pelo amor de Deus. Descobri também que é possível sim ser jovem e viver em santidade. 




No seminário de vida que aconteceu durante três dias conhecemos um pouco sobre o amor de Deus por meio de algumas palestras e formação, de longe uma das partes que mais de marcaram foi quando Paloma, uma celibata, contou um pouco sobre sua história e apresentou pra gente um poema lindo de Santo Agostinho: Tarde te amei.
"Eis que habitavas dentro de mim e eu te procurava do lado de fora!
Eu, disforme, lançava-me sobre as belas formas das tuas criaturas,
Estava comigo, mas eu n;ao estava contigo.
Retinham-me longe de ti as tuas criaturas, que não existiam se em ti não existissem.
Tu me chamaste, e teu grito rompeu a minha surdez.
Fulguraste e brilhaste e tua luz afugentou a minha cegueira.
Espargiste tua fragrância e respirando-a, suspirei por ti.
Tu me tocaste, e agora estou ardendo no desejo de tua paz..."


Eu voltei apaixonada por Jesus e posso dizer que finalmente meu 2018 começou!
E é isso gente, qualquer dúvida deixem aqui nos comentários.
Beijooos



2016 - Cabeça de Garota © Todos os direitos reservados | Design e Programação Jéssica Argentino | Ilustração Laís Lima