Resenha: A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak

22 janeiro 2016


Oi gente! Faz muito tempo que tinha em casa o livro A Menina que Roubava Livros, a capa original ainda, mas nunca tinha lido, pra ser sincera comecei ler duas vezes e não passava do prólogo. No ano passado ganhei outro, com a capa do filme, e confesso que só por isso minha vontade de ler ele aumentou muito, é uma capa um tanto que chamativa, adorei, mas o meu amor por esse livro foi muito além da capa. A história dele é incrível, está sim entre os melhores livros que já li. Hoje vim compartilhar com vocês o que eu achei do livro e também falar um pouquinho sobre ele, vem comigo! 


O livro conta a história de Liesel, uma menina filha de comunistas, que no início do livro está viajando de trem a caminho de Munique com sua mãe e o irmão mais novo para conhecer sua nova família. Hans e Rosa Hubermann adotou ela e seu irmão em troca de uma "mesada". No meio do caminho ela vê seu irmão morrer ao seu lado rapidamente, por causa disso a viagem é interrompida para que seja feito o enterro do menino, é ai que Liesel tem a chance de cometer o seu primeiro roubo: "O Manual do Coveiro", este pertencia o rapaz que enterrou o seu irmão.

Ao chegar em Munique Liesel conhece Rosa sua nova mãe, uma mulher que parecia um armário e xingava agressivamente, Hans seu novo pai, pintor, tocador de acordeão e um homem de um coração grandioso, e Rudy, seu vizinho e que iria se tornar seu melhor amigo. Atordoada com tudo que estava acontecendo Liesel teve grandes dificuldades em suas primeiras noites, havia pesadelos em todas elas. Ela não entendia porque precisava se separar de sua mãe e era frequente a "presença" do seu irmão. 

"Como a maioria dos sofrimentos, esse começou com uma aparente felicidade."

Hans então passa a consolar a menina em todas as noites e a ensina ler. Como distração Liesel ia sempre jogar futebol na rua com alguns colegas que fez. A menina também conhece Ilsa Hermann, a mulher do prefeito, que a leva para conhecer sua enorme biblioteca e a convida para ir ler sempre em sua casa. 

"Por favor, confie em mim. Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo."

No desenrolar da história Max, um judeu, vai morar com Liesel e sua família por conta da amizade de Hans e o pai de Max, mas este é mantido no porão e em segredo. 

A história é contada pela morte e acontece na Alemanha nazista durante a segunda guerra mundial. O livro é dividido em 10 partes e em cada uma delas há capítulos curtos onda cada um deles apresenta ma coisa. 

MINHA OPINIÃO
Depois de tentar, fracassadamente, ler o livro duas vezes me apaixonei por ele. Tudo já começa pelo meu amor m relação as capas de ambos e também pelo fato da "morte" contar a história, achei muito diferente e inusitado.É um livro bem bonitinho, cheio de desenhos legais, definições ou destaques para algo. A morte vai contar a história de Liesel de uma maneira sarcástica, intensa e também relata os seus trabalhos diariamente em relação a segunda guerra. 

O livro me colocou em uma grande reflexão da vida, mostra o choque de culturas, a luta pela sobrevivência, superações e também me ajudou muito a conhecer mais sobre uma das piores épocas da história da humanidade onde ser humano custava caro. É maravilhoso! 

"Odiei as palavras e as amei, e espero tê-las usado direito."

Por hoje é só, espero que tenha gostado. Já leram esse livro? Gostaram da resenha? Me conte aqui!
Beijoooo

Me companhe também nas redes sociais

Se inscreva aqui no canal



3 comentários :

  1. Nunca li esse livro, mas sempre ouço falar muito bem. Minha sobrinha de 6 anos amou o filme <3

    blogilumiinar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho o livro com a capa antiga aqui e até hoje não li. Era pra ter lido pra um trabalho, até tentei, mas achei bem zZZzzZz e acabei largando (pra você ter uma ideia isso foi quando eu ainda estava no ensino fundamental II, hoje já formei o médio hahah) Essa sua resenha tão bem escrita e cheia de elogios me fez até ter vontade de ler, vamos ver se eu crio vergonha na cara e leio esse ano né? Bjs

    oh, wow, lovely ❁

    ResponderExcluir
  3. Gabs eu peguei esse livro emprestado pra mim ler, mas eu nunca comecei, a história é super, forte, dramática, já li várias resenhas sobre ele, mas ele não faz o meu tipo :/
    Mas essa resenha que você fez ta mara, deixou até o livro mais legal haha.
    Beijinho

    Keep Calm Girls
    Instagram

    ResponderExcluir

Que bom ter você aqui, seja bem vindo(a)!

♥ Comente o que achou da postagem, fique a vontade também para dar dicas, ideias e sugestões.

♥ Se você não tiver conta no Blogger isso não é problema, aqui ao lado tem a opção "Comentar como" e nela vai ter várias opções, é só escolher a que você mais preferir!

Obrigada pela visita, volte sempre! ♥




2016 - Cabeça de Garota © Todos os direitos reservados | Design e Programação Jéssica Argentino | Ilustração Laís Lima